Fairmarket ganhou uma grande atualização, que inclui os envios e o módulo de compras coletivas!

Maro post entrada

Graças ao trabalho árduo de muitas pessoas, Fairmarket foi atualizado com melhorias significativas na eficiência, funcionalidade e facilidade de uso. Explicando em detalhe, tais como:

1. As páginas que exibem produtos têm agora um espaço para comentários que pode revisar-se e contribuir nele (parecido com as páginas que mostram as lojas). Este recurso permite que você envie suas opiniões à loja, para ajudá-los a melhorar, sendo uma ferramenta útil para que vendedores e compradores estejam em contato de uma forma mais simples e fácil.

2. Um novo recurso para configurar os métodos de envio. Esta é uma atualização muito importante: as lojas podem usá-la com o objetivo de fazer com que o comprador saiba desde o início o custo final de sua compra, com frete incluído. Além disso, você pode personalizá-la, de modo que, por exemplo, pode definir custos diferentes para embarques domésticos e internacionais.

Lojas que não tenham definido um sistema de envio, aparece por padrão custo zero – o que vai ser útil em casos em que o frete for por conta da loja ou simplesmente quando não haja custos de transporte a adicionar ao custo final do produto – (para download -descarga- de produtos, por exemplo).

3. Finalmente, um marco importante: o módulo de compras em grupo está pronto. Isso deve nos ajudar para começar a organizar pedidos compartilhados entre diferentes núcleos, produtores e grupos envolvidos na FairCoop. E mais, poderia ser uma ferramenta útil para muitos movimentos sociais. Algumas redes de consumo estão-se organizando para utilizar esta ferramenta como parte da rede de compra coletiva.

Para explicar brevemente como isso funciona, é muito semelhante a uma campanha Crowdfunding:

– Quaisquer produtor, ninho local ou grupo de consumidores pode criar um produto específico, chamado de “compra coletiva”, e definir suas características, tais como preço do produto, a quantidade mínima que cada consumidor teria de pagar, o custo total da compra e, se necessário, o prazo para validar a oferta.

Como regra geral, cada proposta deve se concentrar em um único país, mas é possível tambem criar grupos para torná-lo disponível para diferentes regiões.

Ele também tem uma opção para criar pedidos coletivos, simplesmente para contribuir com a produção de alguma coisa. Portanto, neste caso, ele poderia ser feito entre pessoas de diferentes territórios.

O processo é feito em Faircoins , mas haverá a opção de combiná-lo com moedas oficiais, com o objetivo de tornar mais fácil o acesso do público a’ compra coletiva.

Os pagamentos são feitos em adiantado. Quando a quantidade total é atingida, finalmente o produtor receberá o dinheiro e enviará os produtos para o seu destino imediatamente (ou alguns dias mais tarde, no caso em que a oferta esteja limitada no tempo)

Se não for atingido o valor mínimo indicado na ordem, o dinheiro é devolvido para os compradores. No entanto, neste caso, os organizadores da compra coletiva vão decidir se processam o pedido de todas as maneiras ou não.

O grupo de compras é uma grande ferramenta para o ecossistema FairCoop . Eles podem ajudar em uma visão multifacetada para:

  • Criar consciência do que poderia ser a criação de um modelo de relações econômicas justas entre compradores e produtores.
  • Transporte mais eficiente de produtos, de modo que há benefícios económicos para os produtores e consumidores e benefícios ambientais para o planeta. Evitar intermediários e dar acesso a produtores alinhados com transformação social n’uma maior participação nos canais de distribuição.
  • Apoiar a auto-organização dos grupos locais, transformar o comércio justo em uma experiência comunitária e coletiva de apoio mútuo e ajudar-se uns aos outros para cobrir nossas necessidades básicas.

As compras coletivas também possibilitam minimizar o risco para pequenas cooperativas, uma vez que os produtos são enviados somente depois de ter um pedido de compra firme, evitando o risco de perdas financeiras como resultado de ter um estoque grande a ser vendido.

Com essas melhorias, começamos a criar a possibilidade de que cada https://fair.coop/docs/questions-and-answers-about-the-fairpay-campaign/) negócio e cada usuário encontrem um lugar em comum para organizar-se e mudar a forma como gerimos nossas relações econômicas. Se você tem produtos ou serviços para oferta, junte-se ao Fairmarket e venha fazer juntos!

O primeiro pedido de cartões de compras coletivas Fairpay foi lançado esta semana – você pode descobrir mais, seguindo este link: https://fair.coop/pt-pt/solicite-agora-o-cartao-fairpay-e-comece-2017-comprometendo-se-com-outra-economia-por-todo-o-ano/

Preste atenção às primeiras compras coletivas, caso haja algo do qual você precisa.

Agora é a hora de dar um passo na transição para um novo sistema, por isso vamos fazer a nossa primeira compra coletiva!

This post is also available in: Inglês Espanhol Catalão Alemão Grego Italiano